h1

Qual a melhor opção para rolhas de vinhos – sintéticas ou naturais?

agosto 21st, 2013

Nos séculos XVII e XVIII, a rolha de cortiça encontrou sua grande importância em razão da sua utilização para tampar garrafas de vidro na conservação e envelhecimento do vinho.

Entretanto, surge uma grande polêmica e discussão em relação ao seu uso. Já que o mercado produtor de rolhas naturais não seria capaz de suprir a demanda das diferentes vinícolas do mundo, os norte-americanos desenvolvem a rolha sintética. E com a descoberta da porcentagem alta de garrafas de vinho contaminadas pelo gosto residual das rolhas naturais defeituosas, muitos estudos foram realizados nas mais diferentes regiões produtoras de vinhos, na tentativa de esclarecer as causas de contaminação do vinho por estas rolhas.

 Foto: Getty images

O TCA (Tricloroanisol) foi apontado como o grande vilão e responsável por causar este efeito na bebida. Esta substância se desenvolve na superfície da rolha natural, quando fungos e impurezas da cortiça se combinam com químicos bactericidas na sua fabricação.

De um lado, os defensores da rolha natural apontam seu uso como sinal de respeito pela qualidade do vinho engarrafado e como um elemento indispensável para seu armazenamento e amadurecimento. Por outro lado, os que preferem a sintética afirmam que este tipo de rolha elimina a contaminação pelo TCA e por ser um produto industrializado não apresenta variabilidades e é mais hermético do que a rolha natural, tornando a possibilidade de vazamento quase nula.

Foto: Indulgy

 Por acreditar em tais referências, muitas vinícolas do Chile compram e utilizam em seus vinhos 100 milhões de rolhas sintéticas anualmente. A maioria se destina, no entanto, aos vinhos mais simples e de menor preço.

Apesar de tantos argumentos de ambos os lados, é muito delicado traçar um panorama de expansão das rolhas sintéticas ou declarar a extinção das rolhas naturais. A tradição continuará se firmando em torno do vinho, com a elegância de abrir um vinho e sua sensação de retirar uma rolha de cortiça da garrafa. Enquanto que a evolução do próprio mercado e a exigência de qualidade em cada detalhe faz com que a rolha sintética ganhe aos poucos lugar no mundo do vinho.

 

Fonte: Fonte Digital

 

Leave a Comment